E de repente apercebi-me que vivo num país que não conhece a expressão "só neste país" que é usada sabe-se bem para quê e quando; que vivo num país em que as pessoas não olham para o seu próprio umbigo e bem pelo contrário, são altruístas; que vivo num país em que as pessoas não trabalham por dinheiro e que não trocam de local de trabalho a qualquer custo, nem mesmo quando lhes dão melhores condições de trabalho - vulgo ordenado - nem procrastinam no emprego/trabalho; que vivo num país de benfeitores, que não passam a vida a queixarem-se do que não têm nem fazem por ter; que vivo num país que não apela nem age de acordo com o facilitismo; que vivo num país de pessoas que são tudo menos ingratas; que vivo num país de mentalidades fortes, ganhadoras, independentes e nada parasitas.

É sempre porreiro saber que somos todos melhores que o próximo. Pena a culpa ser sempre do outro.

(Respondam-me lá porque é que somos dos países menos produtivos da UE...?)

12 comentários:

anouc disse...

Porque o pessoal passa o tempo todo ou na praia ou no FB.


-.-'

Pronúncia disse...

Porque falar é fácil, mas agir é um bocadinho mais difícil?! ;)

Cirrus disse...

A pessoa mais utilizada nas frases em Portugal é "eles". Isso já diz tudo.

Cirrus disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Noya disse...

anouc,
na praia mesmo fora do Verão? Já para não falar no blogger... :)

Noya disse...

Pro,
mas para o mal já agem. Basta estar atento.

Noya disse...

Cirrus,
num país que tinha tanto para dar, eles estragaram tudo.

Cirrus disse...

Pois, eu acho que eles são fod....

Noya disse...

idos. Podes dizer, sabes que não tenho esses problemas.

Moyle disse...

eu sou baixinho, feio mas rico e conduzo um maquinão. a culpa é de quem organiza porque os portugueses são capazes de trabalhar bem.

Noya disse...

E de quem lidera também...
(E não se pode descurar a preguiça, essa chata)

Salvador disse...

Somos o País dos F's, Noya.
Fado, foda, futebol, Fátima e até já do Facebook. Não sobra tempo para trabalhar... ))