Nada dura para sempre


Os meus dois amigos têm andado a dar sinal. E com uma frequência que por mais que os tente evitar, não dá mais. É preparar-me para a realidade que se avizinha e deixar-me ir...

Aceito o meu destino de braços abertos. Venha o que tiver que vir. Só peço a possibilidade de concretizar 3 dos meus objectivos para completar o ciclo. Não é pedir muito, tendo em conta o tempo que ocupam...

Peço desculpa pela lamechice. E desculpa-me também o sms. Sei que não foi o melhor mas espero que compreendas.

2 comentários:

Maria...ia disse...

A vida não é um fatalismo... Sempre nos prega partidas, seja no corpo ou no espírito, e nunca podemos estar descansados. No entanto, acho que a paz se instala quando sabiamente encontramos a forma de dar a volta às contrariedades: somos nós que comandamos a nossa existência, e não é ela que nos comanda a nós. Afinal ela é, por si só, um dom.

"Apressa-te a viver bem e pensa que cada dia é, por si só, uma vida" - Séneca.

Sabes que podes contar comigo.

A lés de mim disse...

***