Deveras...

O truque é simples: Bajular! Elogiar SEMPRE! Mesmo que seja algo vulgar. Até mesmo que esteja uma valente m****! Em linguagem do povo, dar graxa.
"Está bom?
- Está ÓPTIMO!"

Há que concordar, na grande maioria das vezes, com tudo. E nunca apontar erros nem corrigir;

Criticar a "obra" é expressamente proibido, nem sequer construtivamente;

Nunca falar como se percebessemos o mínimo que seja da matéria em questão - Não há nada pior que ouvir: "Ainda não eras tu nascido e já andava eu nisto há muito tempo!". E o pior é que que vem depois...;

Não ter opinião própria - isto é ESSENCIAL;

Não ser sincero nem verdadeiro e ser maioritariamente falso;

Gozar, só com os outros, mesmo que não tenha maldade e até tenha piada. Ainda assim é preciso ter cuidado com quem está a ouvir. As paredes têm ouvidos...

Conclusão: Assim como na guerra e no amor, na labuta vale tudo (excepto os pontos acima referidos).
E nunca - NUNCA - acreditar que por se cumprir tudo isto se pode dar ao luxo de experimentar, uma vez que seja, o oposto.

Parece-me que o principal está aqui... Se me lembrar de mais alguma acrescento.

3 comentários:

Gingerbread Girl disse...

OMG!!! =D

Quanta revolta!!! :p

Mas não desesperes... tás no verdadeiro caminho para te tornares num magnífico diplomata. =D

Ou um politico... :think:


*

DD disse...

E eu a pensar que ia ter piada e afinal saí-me com potencial para ser diplomata ou político...

Starrydots disse...

Muitas vezes that´s the way life goes. Infelizmente...
Sou tanto ou quanto incrédula quando recebo elogios mesmo por causa disso. Principalmente quando as pessoas são novas na nossa vida, ou são colegas de trabalho.
É assim, enfim...