Balanço 2009.

Obviamente que não esperavam que também não o fizesse, certo?

O ano fiscal que passou foi, em grande parte, mau. A roçar o péssimo. A nível pessoal, claro. Haverá quem olhe para mim e me chame estúpido por assim o considerar, pois tenho muita coisa a favor para um sorriso diário.

Entrei em 2009 descrendo de muita coisa em que acreditava (desde sempre, diga-se) e pela qual lutava (com naturalidade e sem esforço) e (não raras vezes) me "humilhava".
Tornei-me (se ainda era possivel) ainda mais descrente noutra vertente, mais pessoal.
O ano seguiu em ritmo letárgico e nem o Benfica me safou.
Tive finalmente férias (9 diazinhos muito bem esticados) em 2 anos (por "opção" própria).
Consegui trocar de local de trabalho sem passar pelo famigerado desemprego, apenas para ter a noção que a hipocrisía e a falta de coragem são condições indispensáveis à condição humana. Senti o bicho da indignação a aumentar de peso exponencialmente apenas para pouco depois perceber que não há nada como o estado vegetativo para alcançar a "felicidade" na vida (e no trabalho).
A cereja no topo do bolo surgiu já bem perto do fim do ano ao deixar passar o aniversário da minha mãezinha (não há qualquer desculpa para tal. O facto de andar com a cabeça fora da atmosfera terrestre há uns bons meses não servem minimamente de desculpa).
É triste, a ingratidão...

Mas nem tudo foi mau.
Concretizei um sonho bem antigo, o de me atirar de um avião.
Meti-me nestas coisas dos blogues e acabei por "conhecer" gente muito interessante por estes lados.
Foi também o ano em que tive a real percepção (para além da minha família) da enorme qualidade e quantidade de pessoas presentes na minha vida. Demasiada gente com quem lutaria lado a lado, em qualquer guerra.
E para terminar, uma passagem de ano como nunca, com muita parvoíce (da boa) e muitas gargalhadas. E se dizem que que devemos rir meia-hora por dia, por certo que poderei bem passar os próximos 10 anos sem o fazer.

A ver vamos no fim como será... Mas algo me diz que estarei a falar de atrasos nos pagamentos salariais.

4 comentários:

Gingerbread Girl disse...

Ai 13, 13, 13zito... tanta coisa que eu poderia dizer...

Uma meu foi uma grand merde, logo, analisando o teu texto, até que tiveste sorte, porque isso dos "locais de trabalho", enfim, eu já sabia. ;)

*

Cirrus disse...

Bem, para mim foi um grande ano. Financeiramente, foi muito bom, como foi para grande parte dos portugueses. Profissionalmente, muito bom. Pessoalmente, muito bom.

Nada a dizer, podia vir outro 2009 que eu agradecia desde já.

rose disse...

Atiraste-te de um avião???

E voaste?

Sortudo

Pronúncia disse...

13, das partes más tira as lições que tiveres a tirar para não as repetires... só a de te teres esquecido do aniversário da tua mãe é que não tem mesmo desculpa! ;)

Lembra-te das boas e... para a frente é o caminho!

Atendendo ao teu balanço, espero que 2010 seja bem melhor para ti do que foi 2009.