Eu e Eu - o Parvalhão e o Impertinente.

O que escrever?
Há tanto e tão pouco para escrever que me perco nas minhas próprias conjecturas.

Futebol e política estão fora de questão, simplesmente não me apetece batido de fruta incoerente. E já que só falo nisso mesmo, decidi variar.

Podia falar sobre o o dia de hoje, e o que representa.
Sendo já tão característico em mim, gosto de "complicar" e mais que isso, gosto de puxar da fértil ingenuidade. Pois fiquem a saber que acalento espirituosamente o "sonho" de que ao acordarem a primeira coisa que se vão lembrar - primeiro mesmo que pensarem que têm um dia friorento de trabalho pela frente, ou o sorriso que vos provocam os vossos rebentos, ou o que vão preparar para o pequeno-almoço ou o desejo de fazerem amor com a vossa cara-metade ou do quanto vos enche a alma o glorioso - é de fazerem a vocês mesmos a pergunta: "Há quanto tempo tem aquele gajo o blogue?"
Podia falar, mas não. Ia parecer publicidade e não gosto dessas coisas...

Mulheres!
Podia falar de mulheres. Da Kylie ou da Kate (matem-se aí a adivinhar quem é). Mostrar fotos e babar-me verbalmente por elas. Mas não passaria disto mesmo. O que, vendo bem, só não cansaria se fossem de carne e osso.
O que me levou novamente à problemática da temática...

E eis que surge o ténis! (Adoro ver e jogar). E ténis lembra-me calçado, o que até não seria mau. Claro!, nova indefinição.
Porquê calçado e não outra peça qualquer de indumentária?
Calças, camisas, camisolas, casacos, cachecóis, meias, roupa interior (delas, para variar o alvo) e ir por aí fora e até podia falar de água de colónia, desodorizantes ou after-shave ou incluir mesmo a minha gilette 'Super-performing-cutting-blade-trio-magnet' (bom nome para um produto, é o mínimo que se pode dizer) na "conversa".

Tudo isto trouxe somente o problema da indefinição. O que é chato (tal como este texto).

Dizem que a indefinição é a mãe de todas as indecisões e da falta de iniciativa (claro que não dizem - já agora, quem são o "eles" que tanta gente refere?), daí ter decidido não escrever absolutamente nada (de jeito).

O melhor a fazer é mesmo desejar-vos, tal como vi algures, por outras palavras, uma óptima contagem decrescente para o Verão.

12 comentários:

Gingerbread Girl disse...

Falaste, falaste, falaste... e não disseste nada.
Ora como conseguiste tu uma proeza destas, visto que o post até é grandito? Não sei. Mas admiro-te pelo resultado alcançado. Um dia talvez tente a proeza. =D

Já agora, isso da 'Super-performing-cutting-blade-trio-magnet', soa extremamente competente. Há disso para descascar cenouras? =\

E há quanto tempo tens tu o blog? *thinks*

Moyle disse...

só tenho pena é que quem se senta na AR tenha o hábito de se indulgenciar com este exercício que exploraste muito bem aqui mas devia ser meramente literário e, alas, fora do âmbito daqueles.

no entanto, como não querias falar em política, tenho que levantar aqui a questão das pessoas que acordam de manhã com vontade de fazer amor não com a cara metade mas consigo próprios. essas pessoas também merecem uma mençãozinha. e pronto, era só isto :)

Dri Viaro disse...

Oi, passei pra conhecer o blog e desejar bom dia
bjss

aguardo sua visita :)

Gingerbread Girl disse...

Esta Dri Viaro anda-me a dar nos nervos...

-.-'

Pronúncia disse...

Olha, já somos dois... ;)

Noya disse...

Ginger,
é fruto de anos e anos de informação oca :)

Proeza mesmo é a extensão do teu comentário :)

PS: A Dri tem-te chateado muito, é? :)

Noya disse...

Moyle,
tu queres ver que o meu destino é mesmo trabalhar na AR...? :)

Passando à questão não-política, ora, é de facto verdade que aparentemente excluí quem tem vontade de fazer amor consigo próprio mas, na realidade esses já estão incluídos. Basta atentar a determinadas personalidades do nosso dia-a-dia para perceber que muitos têm como cara-metade a sua própria figura...

Noya disse...

Dri,
obrigado por passares por cá e um bom dia para ti também.

Noya disse...

Pronúncia,
a quê, não saber o que escrever? Só mesmo eu. Tu não acredito :)

Gingerbread Girl disse...

Não me faças esse psicho smile. :s
-> :)

It gives me the creeps!

Anyways, essa pessoa tem deixado comentários desse género por essa blogosféra fora... dunno why. Ou melhor, I know why.

-.-

Pronúncia disse...

Decoração nova?!

Só um reparo.
A letra é muito pequenina. Tu tem pena dos míopes como eu, 13! Assim, não ganho para óculos, e olha que eles estão caros.

De resto, gosto!
Está bonito, sim senhor!

Pronúncia disse...

Ups!

Afinal não é 13, é... Noya!
(ainda me vais explicar este novo nick, fiquei curiosa)