PORTUGAL PROFUNDO, politiquices em 90 segundos

5 notas de despedida - será? - do mundo político. Como será natural, tudo do que falarei aqui já aconteceu maioritariamente durante as minhas férias, esperando que amainasse o burburinho para dizer de minha justiça.

1ª - O regresso ao delírio político tinha obrigatoriamente que passar por isto (que há muito desejava trazer para aqui):

O que representará isto? O que terão os responsáveis de marketing do PS ou do Primeiro-Ministro tentado transmitir com este cartaz?
Rodeado só de mulheres, leva-me a concluir das 4, 1:
- Ou o Sócas vê apenas as mulheres como a força motriz para isto ir para a frente e que os homens são mera paisagem, ou...
- Está confiante em relação aos votos dos homens e pretende suscitar a curiosidade nas mulheres de Portugal levando-as a votarem nele ("se ele tem tantas, por alguma coisa há-de ser..."), ou...
- Então está numa de anúncio publicitário tipo Axe, mostrando aos homens que votarem nele é ser cool e que conseguirão ter mulheres aos seus pés caso o façam ou...
- Está mesmo numa de garanhão a mostrar à Ferreira Leite que escusa de apelar indirectamente ao voto feminino.

Seja o que for, o que marca realmente o cartaz é aquele olhar matador, hein meninas?

2ª - A declaração/opinião em jeito de defesa de Pacheco Pereira no programa Quadratura do Círculo afirmando que não se deve levar à letra o que Manuela Ferreira Leite diz, que se deve fazer uma interpretação especial das suas palavras. Talvez isto seja retirado um tanto de contexto, mas o essencial não foi tirado.
Quem vai votar PSD ponha o dedo no ar.

3ª - "Exijo um pedido de desculpas do Ministério Público à minha pessoa.", Isaltino Morais.
Olha, eu exijo mas é um pedido de desculpas do Ministério e principalmente da Justiça e de quem a legislou a mim e a (quase) todos os portugueses que assistem e pagam esta palhaçada toda.
É engraçado como estes ditos senhores (estou agora a incluir o Dias Loureiro) preferem ser vistos com idiotas ou burros perante a opinião pública. Um "desconhecia" que estavam a passar um terreno para seu nome em Cabo Verde ao assinar um documento, entre outras coisas, incluindo uns sacos coloridos... O outro pensava, também entre outras coisas, que quando se falava num tal BI, se falava no Bilhete de Identidade. Já estou a imaginar o pensamento: "O Bilhete de Identidade está em apuros, coitado...!".

4ª «O presidente do governo regional da Madeira quer proibir o comunismo em Portugal».
O que dizer...? É o Alberto João e está tudo dito. E vindo isto de um acérrimo defensor e exemplar da democracia...
Deus me livre de algum dia levar com a governação do BE ou do PCP, mas se estão lá é porque cumprem tal como todos os outros.
Interessante é o PSD no meio disto tudo.

5ª A minha preferida e mais ansiada, os corninhos do Pinho (até fizeram um trocadilho com o nome do homem).
Vamos lá a ver uma coisa. Ofenderam-se as virgens parlamentares. Porquê?
Não foi há relativamente pouco tempo que o PSD perdeu uma votação no parlamento porque os seus deputados (pagos pelos contribuintes) se ausentaram para um fim-de-semana prolongado? Não são eles que - pagos e bem pagos por nós - defendem não haver plenários à sexta para poderem ir para "fora"? E estarei enganado ou há bem pouco tempo passou uma proposta de financiamento dos partidos para um milhão de euros em dinheiro, que só não foi para a frente porque o Cavaco a vetou?
Isto sim é que é vergonhoso! E isto só falando dos mais recentes...
Ofenderam-se porquê?
Ofendam-se é pelo péssimo serviço que prestam ao país...

Se voltarei a falar do mundo político? Não sei, dificilmente o farei, é chato, esse mundo.
Mas nunca digo nunca. O que por si só é uma estranha contradição (ou mesmo uma negação da negação), se nunca se deve dizer nunca, porque se utiliza o "nunca" no início da frase para expressar que não se deve usar o "nunca"? Ou será aquele "nunca" um derradeiro "nunca"?
(Já repararam que ao repetir a mesma palavra vezes sem conta ela como que parece perder o sentido?)

Isto foi mais 90 minutos que 90 segundos... (Parabéns por teres chegado até aqui).

7 comentários:

João Cacelas disse...

Só vou falar do cartaz, visto que de resto está tudo dito e como o design desse cartaz está cheio de coisinhas más e visto que o design gráfico é uma das duas coisas em que realmente posso mandar "bitaites" sem que saia bacorada, cá vai disto:
- Em primeiro lugar, há que destacar o copy/paste grosseiro do nosso PM que está a modos que muito mal feito;
- A jovem que se encontra à esquerda de Sócrates é muito parecida com a Katie Holmes, mulher do Tom Cruise e "olha" para o sócrates, o nosso "Clooney" com um ar embevecido. Será que com estes "sósias", o PS quer-se comparar a Hollywood? De facto, este Governo foi um autêntico filme...de terror;
- Se reparares bem, a colagem é tão má que a rapariga que descrevi acima não está bem a olhar para o Sócrates (talvez para o que estava por baixo do Sócrates na imagem original?);
- Temos jovens verdes e vermelhas. Terá Sócrates apoiantes extra-terrestres? Ah, não! Espera! É só uma tentativa parva de formar a bandeira portuguesa, só é pena é o JS estar todo de branco e não de amarelo. É que assim, em vez da bandeira de Portugal temos a bandeira de Itália.

Treze disse...

João,

Já que dás a achega a Hollywood, é de lembrar que eles para as Europeias foram buscar a equipa de campanha do Obama. Vai na volta encalharam em terras do tio Sam...

Se calhar pensaram no amarelo para a camisola dele, mas era capaz de ficar ainda pior...

João Cacelas disse...

É possível (acerca do Uncle Sam);
Cá para mim, eles não pensaram e é aí que está o problema. ;)

Pronúncia disse...

Oh pá!

Estava eu à espera que saíssem os cartazes todos cá para fora para fazer um post à madeira... ups! queria dizer à maneira e tu já a postares sobre isso!

Não é justo!

Gosto do olhar "el matador" do nosso PM! Mas é claro que ele não está a olhar para o mulherio que o rodeia na foto... para quê?! Se ele só tem olhinhos para a namorada! ;)

Treze disse...

Pronúncia,

por falar nela, ela que se cuide... Com o olhar fulminante dele...

LBJ disse...

Opah este parece um dos meus privilégios :)

Já tinha reparado no cartaz e nas mulheres, há que reconhecer que o homem tem qualquer coisa de vamos a ver se ainda vai nascer, mas não tinha reparado nos olhos, obrigado por este momento zen :)

Treze disse...

LBJ,

tu fica à vontade para os elogios, mais ainda por comparares este texto aos teus :) E agradeço-te por tal. Isso sim, é um privilégio. Mas desculpa não concordar. Isto está bem longe de se parecer. Um dia, quem sabe, se comer muita papa Maizena... :)

E não tens nada que agradecer. O que é bom é para se espalhar :D (elas é que não se manifestam...)