Se Vénus é complicada, que dizer de Marte...?

É impressão minha ou quão mais alto é o cargo (e consequentemente o ordenado) menor é o nível de responsabilidade?
E porque é que quando alguém é criticado por algo que não fez ou não fez bem, vai sempre buscar o pior modelo em vez de pegar no melhor exemplo de profissionalismo?

A partir de hoje acabou-se! Quando afundar, afundou.

É isso e o Euromilhões!
Não volto a jogar enquanto não me sair o primeiro prémio (ou o segundo, vá...).

20 comentários:

GiGi disse...

..."quão mais alto é o cargo (e consequentemente o ordenado) menos é o nível de responsabilidade?"

Por que acha isto? Para mim, é justamente o contrário!

LBJ disse...

Nunca ouviste dizer que em Portugal podes ser promovido até ao limite da tua incompetência?

Quando não sabem o que fazer contigo promovem-te... conheço muita gente desde o início da carreira aos quais nem confiava a compra de um maço de cigarros no quiosque da esquina e que agora ocupam cargos elevados.

Eu agora pela primeira vez desempregado em muuuuuuuitos anos já os posso mandar F...azer coisas ;)

Gingerbread Girl disse...

Como é que raio só te vai sair o 1º ou o 2º prédio se não voltas a jogar sem que os mesmos te calhem?!?

Mas que contas são estas? Queres-me fritar o cérebro? -.- (já de si tão degradado... tadinho dele ='( )

GiGi disse...

Por aqui, é bastante comum que isso aconteça, mas com parentes. Em cargos públicos, até pouco tempo, era bastante comum familiares de políticos assumirem empregos para os quais estavam totalmente desprepados.

Atualmente, devido às mudanças e maior rigor às correções das provas, isto diminuiu bem, mas ainda existe.

Então, faz sentido!

Pronúncia disse...

Treze, já ouviste falar do "Princípio de Peter"?! Explica isso na perfeição... apesar de nos últimos anos ter sofrido algumas alterações, e sempre para pior.

:)

Treze disse...

GiGi,

creio que vocês estão a tentar dar a volta e fazerem por evoluir como país e potência, logo é normal que estejam a começar a acabar com isso. Nós por cá, se ainda não ouviste dizer, somos o País do porreirismo. É o deixa andar...

Treze disse...

LBJ,

pior pior é quando quem chefia também se está borrifando. Desde que ao fim do mês lá esteja na conta dele e não o chateiem está tudo bem... Os otários são mesmo os que estão lá sempre e nem reclamam. Mentalidades...

Treze disse...

Ginger,

era brincadeira :) Era a piada de descompressão do texto... Pelo menos já serviu para lançar a confusão :D.

E isso do cérebro deve ser por andares ocupada a preparares duelos...

Treze disse...

Pronúncia,

vou ter que te responder à altura amanhã quando me informar disso. Não sei mesmo de que se trata...

Pronúncia disse...

Não é preciso, eu explico. É o que o LBJ já te disse no comentário que fez, só que ele aplicou-o apenas aos portugueses.

Acontece que quem disse isso foi um Professor chamado Laurence Johnston Peter. Reza assim:

"Num sistema hierárquico, todo o funcionário tende a ser promovido até ao seu nível de incompetência."

Eu tinha o livro, que era simplesmente hilariante e muito verdadeiro, mas nas mudanças de casa não sei onde pára. Já tentei substituí-lo, mas não o encontro à venda em lado nenhum :(

Treze disse...

Pronúncia (e já agora LBJ),

obrigado pela explicação. Faz um certo sentido (não digo que o seja consciente). Tem piada e ao mesmo tempo não... :) Mas lá está, quem está muda-se...

Pronúncia disse...

Treze, o único problema é que ao longo dos anos o Princípio de Peter foi sofrendo ligeiras (ou não) alterações. No início, a pessoa em causa, era sempre competente, então era promovido, e assim sucessivamente até chegar a um patamar em que era visivelmente incompetente e então nunca mais era promovido. Hoje acontece o contrário, o incompetente é mais depressa promovido, pelo menos para não evitar mais estragos no patamar onde está... por esta ordem de ideias estás a ver quem é que ocupa os mais altos cargos da Nação?!

(Acabaste de me dar uma ideia para um post... O Princípio de Peter).

Estas nossas trocas de ideias são sempre muito proveitosas :)

Pronúncia disse...

Onde se lê "...pelo menos para não evitar", esquece o não... está a mais! ;)

GiGi disse...

"País porreirismo"? Não, nunca ouvi falar. E, confesso que Portugal tem me surpreendido, ultimamente, com o que tenho visto, principalmente a tal medida da proibição à doação de sangue por parte dos homossexuais masculinos. Enfim, isso deu o que falar em outros blogs!

Por aqui, caminha-se a passos lentos, mas acredito que muito foi feito e melhorado. Há muitas falhas e muito a aprender e potencial não falta. Faltam, muito, confiança e força de vontade!

Beijinhos!

Treze disse...

Pronúncia,

hoje é realmente o que se vê... Proveitoso é mesmo o que aprende contigo :) (para além de ao se falar/estar com pessoas pensantes haver uma maior exigência e obrigatoriamente puxa por nós :))

Onde se lê "quem está muda-se" deve ler-se "quem está mal muda-se".

Treze disse...

GiGi,

e isso não é nada. Se te fosse falar das personagens e histórias que apareceram só ao longo destes últimos 5, 6 anos dava para ficares "agarrada" ao texto umas boas 10h... Sem exagero!

Gingerbread Girl disse...

Acho que este é o único blog de toda a blogosfera que precisa de um chat.

=|

Gingerbread Girl disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Treze disse...

Ginger,

isso é porque ainda não foste ao da Pronúncia. Esse é que precisa. Esse é que é o verdadeiro tasco :)

Pronúncia disse...

Treze e Ginger, eu ia responder isso mesmo que o Treze disse.

Não sei porquê, mas o meu tasco de quando em vez tem vida própria, e os comentadores acabam por virar autênticos "OKupas".

Já tenho saudades de uma... PARTY!!!!!!! ;)