A vós...

Pronto, afinal não fiquei em casa. Afinal havia quem por cá andasse (os meus agradecimentos a certos patronatos por não terem dado a sexta-feira). Afinal fui à esplanada rematar a questão do texto anterior, mais a mais que o sol lá fez questão de deixar a preguiça de lado.

Nada de especial para contar. Ou bem especial (o que pode ser mais especial que estar com amigos em conversas várias?).

O que interessa mesmo para este texto é que no regresso, a até ali minha desconhecida Radar FM (shame on me!) estava a passar isto (também me era desconhecido mas não por muito, se é que me entendem...):



Aqui fica a letra que acredito que todos se reverão "nela" de alguma forma - por mais mínima que seja. Nem que seja este cantinho plantado à beira-mar a rever-se...

we dug these holes we crawled into now they're my home
now here i cannot feel the wind, cant feel the rain oh no
and i believe in gentle harmony
well how i loathe all this obscenity
is this the way my life has got to be?
have i a single opportunity?

look at me oh look at me is this the way i'll always be
oh no, oh no
now i pray that somebody will quickly come and kidnap me
oh no, oh no
everyday i lie awake and pray to god today's the day
oh no, oh no
here i am oh here i am oh when will someone understand?
oh no, oh no

and all at once i feel this, oh how it clings to me
it reels and calls me towards it, confounding destiny
and i can feel the madness inch by inch
the more i run the more i am convinced
a color all these like the branches glimpse
just like the saddle in the foggy mist

look at me oh look at me is this the way i'll always be
oh no, oh no
now i pray that somebody will quickly come and kidnap me
oh no, oh no
and everyday i lie awake and pray to god today's the day
oh no, oh no
here i am oh here i am oh when will someone understand?
oh no, oh no

look at me oh look at me is this the way i'll always be
oh no, oh no
now i pray that somebody will quickly come and kidnap me
oh no, oh no
and everyday i lie awake and pray to god today's the day
oh no, oh no
here i am oh here i am oh when will someone understand?
oh no, oh no

Que um dia os vossos (sim, vocês que estão a ler) sonhos se cumpram.

2 comentários:

Rafeiro Perfumado disse...

Eu cavar buracos é mais para esconder ossos...

Treze disse...

Rafeiro:

E lembras-te onde os deixas? :)