QUESTÃO PERTINAZ, ou o dedo e o álcool.

Vinha a pensar - basicamente é para estas coisas que utilizo o meu cérebro - a caminho de casa na questão do dedo e da ferida.

Porque é que se diz "colocar o dedo na ferida" quando se quer invocar uma situação inconveniente (ou não, depende) em vez de se utilizar, por exemplo, "colocar o álcool na ferida?

Parto do princípio que o dedo estanca a ferida, enquanto que o álcool, que, não só desinfecta (as verdades, por exemplo), como puxa pelos mais inimagináveis impropérios e sons guturais...

16 comentários:

Pronúncia disse...

Treze, o dedo na ferida pode ajudar, mas também pode infectar.

Quantas vezes nos diziam quando eramos miúdos para não pormos as mãos numa ferida, nem para coçarmos?!

Além disso o dedo também pode "escarafunchar" (palavra do Norte, digo eu!) na ferida e isso não é nada bom ;)

Inconstante disse...

Amigo treze, um dedo bem espetado na ferida doi muito mais que qualquer desinfectante...tem é que se espetar com maldade !!!

Treze disse...

Pronúncia,

não me lembro nada de não meter a mão numa ferida (e logo eu que conservo bem viva a criança dentro de mim).

Também usamos "escarafunchar" :)

Pronúncia disse...

Pois, eu ainda hoje faço isso ;)

Afinal "escarafunchar" não é exclusivo... ainda bem ;)

Treze disse...

Inconstante:

Não sei...

E o Rambo? Não só espetou um dedo, como colocou pólvora e atiçou-lhe fogo. E não doeu... Vá, talvez um bocadinho.

Tenho que começar a puxar das questões mais profundas que esta está visto que não deu trabalho... :)

Treze disse...

Pronúncia:

Sou um descuidado... :)

Treze disse...

Talvez substituindo o álcool pelo sal ou pimenta... Não é má ideia (sono...)

Pronúncia disse...

Tu hoje tás assim um bocadinho para o sádico, não?! Onde já se viu?! Sal?! Pimenta?!...

Vai lá dormir que isso passa ;)

Treze disse...

Pronúncia:

um bocado para o "parvo" :D

Pronúncia disse...

Nada disso! Não digas asneiras ;)

Moyle disse...

depende do que o dedo andou a fazer antes... dedo na ferida para infectar mesmo :D

Gingerbread Girl disse...

É que a expressão é muuuuuuuuito antiga... do tempo em que ainda não havia álcool... =|

Tájaber?

A lés de mim disse...

Os teu porquês dão cabo de mim...

e já agora obrigada por ligares a contar como correu!

Treze disse...

Moyle:

Mas a minha lógica - subjectiva e relativa, naturalmente - é que o álcool desinfecta, logo desinfecta a "verdade", a inconveniência...

Treze disse...

Ginger:

Ah... Assi está bem! :)

Treze disse...

Lés:

Há coisas piores... :D

Não liguei porque ainda não me ligaram...