A diversão é uma cabra.

O grande problema de sair à noite e dançar até às tantas (sem sentir cansaço), juntando uma dose de (estranhamente muito) boa disposição que bem mexidas resultam em momentos de pura diversão, é que chega a hora em que o Vitinho já acordou e há que ir até à cama dormitar (ou tentar e não ser acordado 3 horas depois pela chamada da mãezinha - mas quem manda deixar o telemóvel em modo vibração [não, não é para o que estão a pensar]).

Pior é mesmo o acordar, perante um tempo cinzento (embora com uma temperatura extremamente agradável - ou assim me pareceu), cheio de energia - às vezes estas coisas levam-me a pensar como seria eu se não fossem os "impedimentos" - com vontade de voltar atrás no tempo para continuar ou para não ter como paragem obrigatória o já referido objecto horizontal de repouso...

Pior ainda é não andar ninguém por aí. Lá terei que passar a tarde agarrado aos livros. Sim, porque nem me atrevo a ligar a tv, que deve andar tudo a falar do mesmo.

Mas é interessante verificar que afinal ainda há a capacidade de sermos surpreendidos quando menos se espera.
É tudo uma questão de abertura de espírito, vontade e crença, creio... Passa sempre tudo a correr, tanta gente sem tempo para nada, sem vontade, sem "força" para um esforço, sem tempo para saborear o tempo e tudo quanto a dose certa de paciência pode trazer.

Acho que já me perdi...

Tudo o que é bom tem que... Pausar.

Boa continuação de mini-férias (a quem as tem...).

8 comentários:

LBJ disse...

Dançar até às tantas... Não te queixes rapaz, é tão bom acordar ainda a pensar no dia de ontem :)

Pausar é bom, mas não tires o dedo do play ;)

Treze disse...

LBJ,

tudo farei para o não fazer. O resto já de mim não depende... :)

Maria...ia disse...

Hoje o meu comentário resume-se a isto: :) (a huge smile)!

;)

Treze disse...

Maria:

Obrigado (apesar de tudo, por tudo) :)

PS: Um dia explico o agradecimento, mesmo que sirva para nada.

Maria...ia disse...

Nada há a agradecer :)... Há apenas que compreender.
E não abuses que eu hoje estou "lamechas" :)

;)

Treze disse...

A compreensão compreende padrões bem mais extensos (isto é só para te tentar "acompanhar"...) que isso. Provavelmente para além daquilo que se possa interpretar. Daí aquele PS (que não é o do Sócas).

Bj.

Rafeiro Perfumado disse...

NO fundo tudo se resume à companhia, nem que esta tenha folhas e palavras. O que importa é a malta divertir-se, jove.

Abraço!

Treze disse...

Rafeiro:

A essência é essa mesma!

Abraço.