Deixem o assaltante "jogar"! (Parte 3 ou o final da trilogia - ou talvez não, logo se vê)

O assaltante acha a taxação aos valores angariados por si superior à taxação do enriquecimento ilícito injusta porque a sua actividade laboral o expõe a maiores riscos do que a do enriquecimento, reivindicando assim uma taxação mais baixa e não tão promíscua com os poderes ocultos.

Quem já veio a terreiro indignar-se contra esta reivindicação foi Dias Loureiro, porque... Não se recorda. Teve um lapso (natural) de memória.

2 comentários:

Moyle disse...

é natural que o dias loureiro tenha umas brancas ocasionais... anda com a cabeça longe, off-shore certamente.

Treze disse...

Moyle,

off-shore for sure :)