Mas que porra?!

Será possivel que uma pessoa não possa fazer uma introspecção em paz? Eu bem que tentei "afastar-me" mas as pérolas são tantas que não há como deixar passar.

É certo que na base disto está a minha fraqueza. Ou para ser franco, o meu gosto por isto.
Não percebo bem porquê, visto ter umas certas tendências para o perfeccionismo, mas a verdade é que gosto.
As razões para o "afastamento" temporário mantêm-se. Mas a minha vida é a minha vida e o blogue é o blogue. Apesar deste me controlar em cerca de 25%, não controla as minhas emoções e portanto estas não entrarão mais aqui.
O assunto resolver-se-á a seu tempo - ou não.

Vem isto a respeito da tal professora, perdão, Sra. Dra. Professora de História de uma escola em Espinho.
Não, não vou dizer que a senhora não bate bem ou que apanhando-se numa posição de poder e subjugação fez o que muitos fazem, que aquilo lhe subiu à cabeça e disparatou à grande. Não, nada disso.

Simplesmente aconteceu-lhe o que aconteceu a todas as pessoas gabarolas, tanto se armou que borrou a pintura, e é somente isso que me interessa.

«Eu andei doze anos na escola, mais quatro na faculdade, dois no estágio, dois numa pós-graduação e um numa especialização, por isso, quando se dirigir a mim tem de dizer ‘senhora doutora’"»

Eh pá! Currículo impressionante ó sô dôtôra.
O problema foi quando continuastes no teu debitar impressionante de não menos impressionável linguagem, não sei se numa de precisamente impressionares, se numa de aumentares os padrões de exigência a quem te ouvia, e atirastes um tal de «o meu filho é amiguissimo do teu namorado» e um ainda melhor - palmas faxavôr - «não sabes com quem te metestes!»

Quanto ao resto, nada a apontar, e só lhe tenho a agradecer. Mostrou-me que é possivel misturar a introspecção com este meu espaço.
Sem sexo, obviamente, minha sinhora.
É certo que a minha introspecção já não é virgem mas o meu blogue é bem virgem. E digo-lhe desde já que não acorda com as cuecas molhadas.

8 comentários:

Pronúncia disse...

Excelente :)

Quanto ao prefeccionismo, tu nunca "ouvistes" dizer que "o óptimo é inimigo do bom"?!
Olha que é uma grande verdade... eu que o diga.

Faz lá essa introspecção depressa e volta ainda mais depressa ;)

Treze disse...

Pronúncia,

vai sendo feita. Ficarei por cá entretanto :)

Moyle disse...

bem, se a Maria de Lurdes Rodrigues é doutorada... não me surpreendeu.

Gingerbread Girl disse...

Como é que podes dizer que o teu blog é virgem?!? :x

Exijo provas!!!

Anónimo disse...

Oh Treze! a tua foto em criancinha está linda. Não sei se estou no sítio certo para comemtar, mas aqui vai:
As fotos das tuas receitas abrem o apetite e são um prazer à visão.
Já sabes quando vieres passar uns dias bem merecidos de férias, no soalheiro Algarve, tens que as fazer para que as minhas pupilas gostativas se deliciem como os meus olhos se deliciaram.
Bjs

Treze disse...

Moyle,

se fosse só por ela...

Treze disse...

Ginger,

provas é dificil, há que confiar no blogue, mas talvez funde um clube ;)

Treze disse...

Anónimo,

obrigado :)