Voltando aos impropérios

Estava eu preocupado com a questão do mal-dizer reforçado por linguagem grosseira quando me deparei com um video enquanto procurava um para o texto anterior.

Podem falar-me d' Os Contemporâneos e do Gato Fedorento (excepto o da Sic Radical) - mais programas não refiro porque penso que não há mais nenhum ou então sou eu que já não vejo tv e não sei - mas como alguém disse "dantes é que era bom" e foi com o senhor (e "ajudantes") que se segue que cresci - atenção às piadas... - e é por isso que apesar de adepto de algumas comédias que se seguiram, esta ficou sempre lá.

Talvez seja uma inútil tentativa de me agarrar àqueles tempos e memórias ou seja simplesmente o facto de recordar algo que ajudou a moldar ou mesmo a dar coragem à pessoa que sou, que tão pouco uso dou (seja na escrita ou na fala - embora esta se manifeste um pouco mais).

A verdade é que mesmo sabendo que a proliferação de videos pela internet me permite voltar atrás no tempo e recordar mais vezes esses tempos, também sei que o que lá vai, lá vai e que como tudo na vida, mais tarde ou mais cedo acabamos por cortar a corrente e avançar.

A conclusão fica para o vídeo porque entretanto já perdi o fio à meada... Ah sim, tinha qualquer coisa a ver com impropérios.

2 comentários:

Dylan disse...

Ainda a respeito da mística do nosso clube comparada com o Real Madrid, não acha que o Nuno Gomes transmite essa mística ao nosso Glorioso?

Abraço.

Treze disse...

Seria mais apropriado responder lá (podia ser que houvesse continuidade de comentários), mas posso fazê-lo aqui.

Antes de mais, a ressalva: Não sou dono da verdade e o que digo ou disser é e será sempre limitado.

O Nuno Gomes podia ser o tal, mas não é olhado (principalmente pelos adeptos e creio que isso tem as suas consequências) com o respeito que aquele trio é.

Mas sim, acredito (e digo-o) que tem todas as condições para tal (até porque sabe usar a palavra no tempo e termo certos). Pena que as pessoas só vejam a liderança mediante os resultados, ou no caso, os golos.