Ainda a taça... Com certeza

O árbitro auxiliar responsável por ter confirmado a grande penalidade ao seu "chefe" teve a oportunidade, também ele, de dar a sua versão dos factos.
Afirmou o senhor que se fosse hoje (no dia da entrevista) decidiria da mesma forma.

Interessante foi a resposta à pergunta do jornalista quando lhe perguntou se tinha a certeza do que viu: "Aquela certeza de 300% não tive."

300%??

Mas tiveste a 250%, por exemplo?
É que sempre continua a ser (bem) melhor que os 100%...

2 comentários:

João Cacelas disse...

Eu normalmente só tomo decisões se tiver 500% de confiança naquilo que estou a fazer. 499% é o suficiente para dizer "alto, que isto não são 500% de confiança e pelo sim pelo não , deixa-me cá estar quieto".
Quanto ao fiscal de linha, parece-me uma desculpa parva.

Treze disse...

500%? Isso é que é zelo...